A Groenlândia de Walter Mitty

novembro 06, 2014





Hollywood é uma caixinha de surpresas. Às vezes aquele personagem do filme está tirando umas férias em Cuba e você fica totalmente animado para visitar aquela locação, mas, do nada, descobre que tudo foi filmado em Miami. Por isso que, quando alguma cena específica me interessa, vou logo correndo atrás de informações.  Eu, por exemplo, fiquei super animada para conhecer mais sobre a Groenlândia, aquele território dinamarquês, conhecida como a maior ilha do mundo e que serviu de locação para o clipe A beautiful lie, do 30 Seconds to Mars.  Tudo porque eu assisti o mais novo filme do Ben Stiller, A vida secreta de Walter Mitty. Só que a Groenlândia que eu tanto queria conhecer era, na verdade, a Islândia.


Por falar do filme, ele tem uma história muito legal e uma fotografia excelente. Walter Mitty (Stiller) trabalha na Revista Life, no departamento de negativos fotográficos. Só que a empresa não irá mais produzir a versão física da revista, dando lugar apenas para uma edição online. Como última capa, eles escolhem a foto do fotógrafo Sean O'Connell (Sean Penn), um mítico profissional de difícil contato. Aí é que mora o problema. O negativo em questão acaba sendo extraviado e Walter tem que partir em uma jornada para encontrar o material aparentemente perdido. Para isso, ele precisa encontrar o O'Connell: o problema é que ele está sempre em um local diferente do globo. A primeira pista sobre o paradeiro de Sean leva Mitty até a Groenlândia. Na primeira fase da jornada, ele desembarca no aeroporto de Nuuk, capital da ilha. Só que, na realidade, vamos ser enganados pela primeira vez.






O verdadeiro aeroporto de Nuuk é bem diferente, como você pode observar na foto acima. A locação que serviu para o aeroporto no filme é Höfn, uma cidade pesqueira da Islândia,  a qual é cheia de lugares interessantes para conhecer. Nas proximidades do lugarejo, é possível encontrar geleiras e fiordes, como o  Hornafjörður.











Até as cenas que supostamente foram gravadas no Afeganistão, onde ele vai atrás do fotógrafo, foram filmadas em um parque nacional islandês, o Vatnajökull National Park.












Localizado na cidade de Vagnsstaðir, o parque possui uma das maiores geleiras da Europa, a qual cobre 8% do território da Islândia. Lá é possível fazer trilhas para conhecer melhor a região. O porto onde Walter desembarca e corre para alcançar uma única bicicleta fica na cidade de Grundarfjörður, localizada na parte oeste do país. Um dos pontos turísticos da cidade é o Monte Kirkjufell, uma montanha de 460 metros de altura.









Mas uma das cenas que eu mais gostei é a que Walter troca seu souvenir da infância por um skate e sai à procura do fotógrafo a bordo de um longboard.  A estrada que ele percorre, a qual tem um c cenário deslumbrante, fica na cidade de Seyðisfjörður. O local é bastante conhecido por oferecer várias opções para aqueles que gostam de esportes em meio à natureza.











Ficou com vontade de conhecer mais sobre a Islândia de Walter Mitty? Não deixe de ver esse vídeo, que é uma edição bem legal do filme, ao som de um dueto do mestre David Bowie e a atriz do filme Kristen Wiig.
[embed]https://www.youtube.com/watch?v=ZrZlhD0Oeto[/embed]

Ah, antes de mais nada, acho que deveria mudar o nome desse post para a Islândia de Walter Mitty, já que ele nunca esteve na Groenlândia, não é mesmo?




>>> Interessados em conhecer todas as belezas que são exploradas durante o longa podem adquirir um pacote da empresa Iceland Travel. São sete dias de muita aventura. Mais informações aqui.

  • Share:

You Might Also Like

1 Comments