Um lugar chamado Elizabethtown: as locações do filme







Cameron Crowe é um dos meus diretores favoritos. E hoje eu gostaria de falar sobre o meu exemplar favorito: Tudo acontece em Elizabethtown. Lançado em 2005 e estrelado pelos fofos Orlando Bloom (magya) e Kirsten Dunst, o filme fala sobre Drew, um designer de sapatos que acaba sendo responsável pelo fracasso milionário da empresa onde trabalha e resolve se suicidar. No meio do processo, recebe a ligação de sua irmã contando-lhe que seu pai morreu. Ele precisa então adiar o seu plano e ir representar a família em Elizabethtown, uma cidade do Kentucky, onde seu pai faleceu. Durante sua jornada ele conhece Claire, uma comissária de bordo que o ajuda a lidar com o processo.
Para celebrar a película, vamos ter roteiro com algumas locações do filme. Tudo começa na Califórnia.


 As cenas do aeroporto de Portland foram filmadas no Aeroporto John Wayne, localizado em Santa Ana, California.


As cenas no aeroporto de Nashville, onde Claire fala com Drew ao telefone, foram feitas no metrô de Los Angeles.


Antes de chegar na cidade que dá nome a película, Drew precisa viajar pelas estradas do Kentucky, saindo de Louisville. Ele se perde várias vezes, pois não consegue encontrar a estrada 6B.E ela existe de verdade.



                                                             Pôr do Sol em Louisville

 Elizabethtown, por sua vez, existe mesmo. É uma cidade 30.000 habitantes. Mas a maioria das filmagens do longa, ao contrário do que a gente pensa, ocorreram em outras cidades: Versailles e Lousiville.


                                                         
                                                             Centro de Versailles

O hotel onde Drew estava hospedado também existe. É o The Brown Hotel, localizado no centro de Louisville. É um espaço que possui uma história muito rica. Tanto que o estabelecimento é membro do Historic Hotels of America.









 As cenas onde o pai de Drew é cremado foram gravadas no Cave Hill Cemetery, em Louisville.








A cena em que Claire e Drew se encontram para ver o nascer do sol fica no Otter Creek Park, em Bradenburg, Kentucky.



Na segunda parte do filme, Claire faz um guia pra Drew poder aproveitar ao máximo sua viagem de volta para Portland. Ela prepara a trilha sonora (ouça as músicas do filme), e os lugares que o personagem deve visitar no caminho.



 Em Memphis, Tennessee, terra do Justin Timberlake e da famosa casa do Elvis Presley, Graceland, Claire sugere que ele faça uma parada no bar Earnestine & Hazels, um lugar que era frequentado por gente como  B.B. King, Tina Turner, Aretha Franklin, Ray Charles, entre outras lendas.






Ali perto está o The Lorraine Motel, onde faleceu Martin Luther King.






                                     His death was only the beginning of his victory

 No trajeto, Drew encontra com o rio que leva ao gigante Rio Mississippi, local onde o cantor Jeff Buckley faleceu





Seguindo viagem, em Eureka, Arkansas, visita a estátua, chamada Christ of the Ozarks.





















Ele também visita o Dinosaur World, um parque que já está fechado há alguns anos, em Beaver, Arkansas.





Em Oklahoma, Claire sugere que Drew visite a árvore sobrevivente (the survivor tree). Esse lugar é muito especial. É um memorial para as vítimas do ataque terrorista ocorrido em 1995.







Bom, esse foi um breve roteiro do maravilhoso Tudo acontece em Elizabethtown. Para aproveitar a jornada, deixo aqui a trilha sonora do filme. Enjoy the ride.


Um comentário

  1. […] A filmagem aconteceu nessa estação de metrô de Los Angeles. Vale lembrar que uma das cenas de Tudo acontece em Elizabethtown também foi gravada por […]

    ResponderExcluir