Born to be Wild – Conheça a PCT, a trilha do filme Livre

abril 28, 2017





A escritora estadunidense Cheryl Strayed percorreu em 1995 quase toda a extensão da Pacific Crest Trail, uma das trilhas mais longas dos EUA,  em uma jornada de autoconhecimento. Afundada em problemas, Strayed acreditava que fazer essa longa caminhada, (a trilha estende da fronteira do México até o Canadá), a ajudaria a encontrar soluções para aquilo que a atormentava. Em 2002, Cheryl transformou sua aventura em um livro, o qual alcançou o primeiro lugar na lista de mais vendidos do jornal americano New York Times. A adaptação para o cinema viria em 2014. Protagonizado por Reese Witherspoon, o longa foi roteirizado pelo escritor Nick Hornby.

Pacific Crest Trail


A trilha, a qual ficou ainda mais popular depois do lançamento do filme, vai do México até o Canadá, passando pelos estados americanos Califórnia, Oregon e Washington, terminando no parque canadense Manning. São 4,279 km e boa parte da caminhada é nas proximidades das cadeias de montanhas Sierra Nevada e Cordilheira das Cascatas (Cascade).
Ela passa por lugares de natureza exuberante, as quais, na sua maioria, são territórios preservados. São seis parques nacionais no percurso: Kings Canyon National Park, Yosemite National Park, Lassen Volcanic National ParkCrater Lake National Park, Mount Rainier National Park e North Cascades National Park.
Como as gravações do longa-metragem se concentraram em duas partes da trilha, Oregon e Califórnia para ser mais específica, organizei um pequeno guia para que você possa conhecer melhor os lugares onde a ocorreram as filmagens.

Wild – O guia das filmagens

 Califórnia



Noventa por cento do longa-metragem foi filmado em Oregon. Algumas cenas precisaram ser feitas no deserto de Mojave, Califórnia. A trilha começa em Campo, uma cidadezinha na fronteira com o México.  É uma região muito árida e requer atenção por um motivo: cobras cascaveis. Nessa parte do trajeto é possível conhecer o Lake Morena County Park (um parque que atrai muita gente interessada em desbravar o deserto e têm muitas opções para praticar pescaria e  fazer trilhas), o Parque Estadual Anza-Borrego Desert (o maior da Califórnia) até chegar nas montanhas San Jacinto.


Oregon

Mont Hood

A cena em que Cheryl joga a bota fora foi feita no Mont Hood, Oregon. O Mont Hood é um destino de viagem muito conhecido do estado, pois no seu entorno localizam-se o famoso Timberline Lodge, um resort onde foi gravado o filme O Iluminado, além de outras estações de ski. Ele tem 3,429 metros de altura. As filmagens ocorreram na parte sul da montanha, no Mt. Hood Skibowl.



Endereço>>>>Mt Hood National Forest, 87000 U.S. 26, Government Camp, OR 97028, EUA

Crater Lake – Oregon

É o lugar onde Reese acampa em certa parte do filme. O lugar é espetacular. É um lago de águas cristalinas com uma grande montanha no centro. Cheryl Strade, quando fez o percurso em 1995, afirmou que a Crater Lake é um dos seus lugares favoritos da jornada.


Ashland

  Quase no final de sua jornada, Cheryl faz uma parada em Ashland, Oregon. Então algumas filmagens realmente aconteceram na cidade. Um dos cenários foi uma boutique, onde a personagem experimenta um batom e o The Breadboard Restaurant.

Smith Rock State Park, Oregon



As cenas em que Reese aparece próxima de um rochedo foram feitas no Smith Rock State Park. Ele não faz parte da Pacific Crest Trail, mas foi escolhido por causa de sua beleza e pela necessidade de adaptar o itinerário da produção.

Visite o site oficial do parque.

Portland






Em Portland rolaram muitas gravações. O Casba Mediterranean Café serviu de locação para a cena onde Cheryl confessa para uma amiga que está grávida.


Endereço >>>> 201 NW Davis St, Portland, OR

A cena em que Cheryl vai em um encontro num show em Ashland  foi gravada também na cidade.  A locação foi o Bar Bar Patio, no Mississippi Studios.

Endereço>>>> 3939 N. Mississippi, Portland, OR

O Overlook Family Restaurant serviu de locação para as cenas onde Cheryl chega em Reno, Nevada.

Endereço>>>> 1332 N Skidmore St, Portland, OR







Em uma das primeiras cenas do longa, a personagem de Reese está em um motel na Califórnia, organizando a viagem. Essas cenas foram gravadas no Courtesy Inn Motel, localizado em Portland. Ele também serviu de locação para o hotel onde ela se hospeda em Ashland, Oregon.

Endereço >>>> 11324 Northeast Sandy Boulevard Portland, Oregon.

 Paulina Lake Lodge



Existem paradas no trajeto da PCT. Um deles é o Kennedy Meadows, o qual é muito popular. No filme o nome do estabelecimento aparece em uma placa, mas não é a locação real. Trata-se do Paulina Lake Lodge, o qual se localiza próxima do Paulina Lake e do Newbaerry National Volcanic Monument.

Endereço>>>> Deschutes National Forest, 22440 Paulina-East Lake Rd, La Pine, OR

Oregon Badlands




 Nem todas as cenas da Califórnia foram filmadas no Mojave. A maioria das filmagens foi feita no Oregon Badlands Wilderness. A produção apenas usou árvores típicas do deserto californiano, os chamados Joshua Trees (os mesmos da capa do disco do U2) para caracterizar a região. Os Badlands ficam em Bend, Oregon. É um lugar com o terreno difícil, com muitas rochas e partes desérticas.


 The Bridge of The Gods




O filme termina nessa ponte, localizada na cidade Cascade Locks. É uma construção muito bonita e interliga Oregon ao estado de Washington.

Endereço>>>> Columbia River Gorge National Scenic Area, Cascade Locks, OR

 Eagle Fern Park





É a região onde Cheryl acampa por uma noite e anda em sua última trilha. Ela acaba encontrando com uma criança e sua avó no caminho. É o desfecho do longa. O ponto em que ela percebe que não precisa continuar mais na trilha.

Endereço>>>> 27505 SE Eagle Fern Rd, Eagle Creek, OR

Vale lembrar que o trajeto inteiro da PCT costuma ser feito em três ou quatro meses. Para quem não for tão aventureiro assim e não quiser se aventurar na trilha. basta seguir os locais desse guia e com certeza poderá conhecer os lugares mais bacanas da jornada da escritora.

Sobre o longa-metragem Wild, trata-se de  um longa belíssimo. Não somente pelas paisagens, mas também pela mensagem que carrega. Reese conseguiu captar a essência de Cheryl e sua interpretação lhe rendeu uma indicação ao Oscar. Se você não tiver tanta coragem de desbravar a trilha, assistir o filme é uma maneira de também vivenciar um pouco da experiência de Strayed na PCT e o impacto que isso teve em sua vida.

(Fontes pesquisadas: NYT e LocationsHub)





  • Share:

You Might Also Like

0 Comments